Aço galvanizado para a construção de grandes obras

Os tubos de aço galvanizado possuem uma importância gigantesca para empresas de construção civil nos últimos anos. Isso se deve a extrema durabilidade e alta resistência desse material para os projetos de engenharia.

Esse aço passa por um processo de galvanização que o reveste com zinco. Assim, o material adquire a resistência e a formabilidade metálica, além da barreira contra a corrosão do revestimento de zinco. O que, em outras palavras, resulta em um produto de aço duradouro e de alta qualidade.

Devido a essa versatilidade a sua aplicação é interessante em diversos projetos e indústrias. Por isso, vale a pena conhecer algumas das mais famosas obras que utilizam o aço galvanizado. Selecionamos alguns dos mais conhecidos usos de aço galvanizado para a construção de grandes obras.

Aço galvanizado para a construção de grandes obras

1. Ponte Akashi-Kaikyo, Japão.

Akashi-Kaikyo é considerada a ponte suspensa com maior vão central do mundo, com 1991 metros de comprimento. Finalizada em 98, essa ponte fica no estreito de Akashi, conectando a cidade de Kobe e a ilha Awaji. Sua construção teve como fim ligar as ilhas Honshu, Awaji e Shikoku para estimular o desenvolvimento econômico e cultural da região oeste japonesa.

O seu comprimento total é de 3.911 metros, sendo utilizados 300 000 km de fios de aço em sua construção, quantidade suficiente para dar 7,5 voltas ao redor da Terra. Só no seu vão central há nada menos de 1.991 metros, sustentado por 290 feixes de cabos, cada um com 127 fios – todos de aço galvanizado.

2. Infraestrutura, Ilhas Bermudas.

Há mais de meio século, desde os cais, quebra-mares, pisos de pontes a outras obras de infraestrutura nas Ilhas Bermudas são construídas com aço galvanizado.

3. Sydney Opera House, Austrália.

O cartão postal dos australianos também não ficou de fora na hora de escolher o aço galvanizado. Afinal, segundo a Associação Internacional de Zinco (sigla em inglês IZA), painéis de aço galvanizado protegem a cobertura da Sydney Opera House.

4. Templo de Lótus, Índia.

O Templo de Lótus, na Índia, foi projetado pelo premiado arquiteto Fariborz Sahba, e recebeu diversos prêmios de projeto internacional.

O seu desenho de projeto e a construção do templo na forma de uma flor de lótus foram um grande desafio. Até porque, não existem linhas retas na sua forma. Nesse sentido, todo o aço que serve para reforçar as conchas das pétalas de lótus é galvanizado, pois também evita o surgimento da ferrugem.

📖 Conheça também: quais são as diferenças entre a chapa fina frio e fina quente.

5. Túneis de saneamento, Cingapura.

Dez quilômetros de vergalhões galvanizados também foram usados nos túneis de saneamento de Cingapura.

6. Exemplos de utilização nos EUA

Nos Estados Unidos da América, o uso mais conhecido do aço galvanizado está:

  • no Edifício Crocker, em São Francisco;
  • nos arcos decorativos do Banco do Havaí, em Waikiki;
  • no Edifício Levi Strauss, na Califórnia;
  • na Faculdade de Direito da Universidade de Georgetown, em Washington; e
  • em diversos pisos de pontes e estradas nacionais.

7. Exemplos de utilização na Europa

Na Europa, o aço galvanizado foi utilizado:

  • No Teatro Nacional, em Londres, com mais de 1.000t de barras de aço galvanizadas em paredes de parapeitos expostos.
  • Em painéis de proteção e janelas do Teatro do Congresso de Eastbourne.
  • No Edifício de Escolas Universitárias, nas barras e telas galvanizadas.
  • No Estádio Universitário, Birmingham, com os painéis de 37 mm de espessura usando barras galvanizadas.
  • Nos segmentos do teto da Universidade de Cambridge.
  • Em janelas pré-fabricadas de Barclays Bank em Londres.
  • Nos painéis de revestimento brancos com armaduras galvanizadas nos Escritórios, Westminster Bridge, em Londres:
  • No reforço galvanizado da Cúpula da Mesquita em Roma.

8. Exemplos de utilização na América Latina

Na América Latina, apesar dos exemplos serem menores, também existem grandes obras que utilizaram o aço galvanizado. Entre elas:

  • Central Termelétrica de Puerto Coronel em Pirassununga (SP);
  • Canal de Irrigação de Tinguiririca, no Chile; e
  • Sede da Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre (RS).

Além do motivo da escolha desse material em todas essas obras ser o desgaste lento, ainda há outra vantagem do aço galvanizado. Afinal, é possível repetir o processo de galvanização por várias vezes sem prejudicar o aço. Ou seja, dá para deixar as peças com aspecto de novas a um custo muito reduzido.

Desse modo, o uso do aço galvanizado para a construção de grandes obras só cresce com o passar do tempo. Afinal de contas, se até mesmo as obras de grande reconhecimento contam com essa tecnologia, a tendência é de que as de pequeno porte também aumentem o interesse pelo uso do material.

Susi
Susi

Olá, eu sou a Susi, atendente virtual da plataforma de vendas da Soluções Usiminas. Sou expert em aço e vou ensinar tudo o que aprendi pra vocês.

Compartilhe nas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email